×

A sede excessiva é um sintoma comum? Saiba mais sobre a necessidade intensa de água.

A sede excessiva é um sintoma comum? Saiba mais sobre a necessidade intensa de água. 1

A sede excessiva é um sintoma comum? Saiba mais sobre a necessidade intensa de água.

Sentir muita sede ou ter sede em excesso pode ser um sinal de alerta, especialmente se for frequente e ocorrer em momentos incomuns, como durante o sono. Embora beber água seja recomendado e traga diversos benefícios comprovados pela ciência, é importante estar atento se isso indica que o organismo necessita de mais atenção.

A sede excessiva é um sintoma comum? Saiba mais sobre a necessidade intensa de água. 2

O corpo humano é composto por cerca de 70% de água, mas esse percentual diminui à medida que as pessoas envelhecem. Por essa razão, a OMS recomenda que os adultos consumam pelo menos dois litros de água diariamente. Além de ser essencial, a água ajuda a regular funções básicas, como o transporte de nutrientes e a eliminação de toxinas.

Em situações de atividade física intensa ou em períodos de calor intenso, é normal sentir mais sede, já que o organismo necessita de hidratação. No entanto, sentir sede excessiva sem explicação aparente requer uma avaliação médica com um clínico geral para investigação adequada.

As principais causas de sede excessiva que não estão necessariamente ligadas a sintomas ou doenças incluem o alto consumo de sal e alimentos condimentados, o uso de medicamentos e diuréticos que podem ter esse efeito colateral, como alguns antidepressivos e anti-hipertensivos.

A sede excessiva pode ser um sintoma de doenças como diabetes mellitus tipo 1 e polidipsia. Nestes casos, é fundamental buscar orientação médica para diagnóstico e tratamento adequados.

Um adulto em média consome entre 5 a 6 litros de água por dia e, como resultado, urina com mais frequência (poliúria). Existem três formas de polidipsia. A polidipsia psicogênica ocorre em pacientes com transtornos psiquiátricos, como esquizofrenia e ansiedade. Já a polidipsia compensatória é necessária para repor líquidos devido ao aumento da produção de urina. E a polidipsia induzida por medicamentos ocorre quando certos remédios causam esse efeito.

Beber muita água pode ser prejudicial? Beber em excesso pode levar à intoxicação por água, conhecida como hiponatremia. Essa condição afeta o nível de sódio no sangue, ficando mais diluído com o aumento da quantidade de água ingerida.

É importante ficar atento à ingestão adequada de água, pois tanto a falta quanto o excesso podem trazer problemas à saúde. Realizar consultas e exames periódicos pode ajudar a identificar potenciais questões relacionadas à hidratação e a outros aspectos da saúde. Manter-se bem informado sobre as quantidades ideais de água a serem consumidas diariamente é fundamental para promover o bem-estar. Cuide de sua saúde e daqueles que você ama, garantindo um equilíbrio adequado em todos os aspectos de sua vida.

Referências: Fiocruz; Manual MSD.

Avalie esse artigo