×

Priorizando a diversão em família: atividades para brincar com crianças, longe das telas

Priorizando a diversão em família: atividades para brincar com crianças, longe das telas 1

Priorizando a diversão em família: atividades para brincar com crianças, longe das telas

Um estudo da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) revelou que o tempo gasto pelas crianças em dispositivos eletrônicos durante a pandemia da COVID-19 aumentou acima do recomendado pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Isso pode ter um impacto negativo no desenvolvimento infantil. Por isso, é essencial que os pais incentivem atividades fora do mundo virtual. Neste artigo, apresentaremos 5 brincadeiras importantes para o crescimento saudável das crianças e jovens.

Priorizando a diversão em família: atividades para brincar com crianças, longe das telas 2

Brincar é fundamental porque o uso excessivo de telas pode causar problemas de sono, risco de obesidade, sedentarismo, transtornos psicológicos e problemas oculares. As brincadeiras ajudam a melhorar a aprendizagem de forma prazerosa, estimulam os sentidos e a percepção espacial, além de promover interação com a família.

Existem várias opções de brincadeiras, como brincar na areia, jogar mestre mandou, queimada, quebra-cabeças e jogos de tabuleiro. No entanto, é importante também manter acompanhamento médico regular com pediatras e psicólogos.

As brincadeiras na areia são recomendadas para crianças a partir de dois anos, estimulando a criatividade e a expressão artística. É importante que os pais supervisionem para garantir a segurança das crianças. Já o mestre mandou, indicado a partir dos quatro anos, ajuda a desenvolver a linguagem, comunicação e observação de regras.

Invista em momentos de brincadeiras para o desenvolvimento saudável das crianças e adolescentes, evitando o uso excessivo de dispositivos eletrônicos. Aproveite essas dicas para criar momentos de alegria e interação familiar.

Quando se trata de brincadeiras para crianças, o senso de cooperação é essencial. Uma atividade divertida e simples é escolher um “mestre” por meio de sorteio e as outras crianças seguem suas ordens, como andar, bater palmas, pular, entre outras ações.

A queimada é um jogo popular que promove a socialização e o trabalho em equipe. Divida as crianças em dois times e use uma bola para “queimar” os membros adversários. O objetivo é ter o maior número de jogadores fora do jogo.

Montar quebra-cabeças é uma atividade lúdica para todas as idades. É uma oportunidade de desenvolver habilidades de percepção espacial e pensar nas peças que se encaixam melhor.

Os jogos de tabuleiro, especialmente os estratégicos, estimulam o cérebro e ajudam a prevenir condições neurológicas. É uma atividade que pode ser feita em família e em diferentes faixas etárias.

Além das brincadeiras, é importante cuidar do bem-estar físico, social e mental das crianças desde pequenas. O uso de protetor solar, uma alimentação saudável e medidas de segurança em casa são essenciais. Também é recomendado consultar regularmente um médico pediatra para check-ups e diagnósticos de saúde.

O equilíbrio entre o tempo de tela e atividades físicas, sociais e lúdicas é fundamental para o desenvolvimento saudável das crianças e jovens. É importante encontrar um equilíbrio entre o entretenimento digital e outras atividades participativas.

Em resumo, as atividades mencionadas são apenas algumas das muitas opções disponíveis para estimular o desenvolvimento saudável de crianças e jovens. Além disso, é importante lembrar dos cuidados com a saúde física e mental desde cedo, por meio de consultas médicas regulares e práticas de segurança em casa.

Este post aborda duas questões importantes: as brincadeiras populares na Primeira Infância e as diretrizes de estimulação precoce para crianças com atraso no desenvolvimento neuropsicomotor.

No que diz respeito às brincadeiras populares na Primeira Infância, discutiremos a importância dessas atividades para o desenvolvimento das crianças, destacando como elas auxiliam no desenvolvimento cognitivo, emocional e social. Exploraremos diferentes exemplos de jogos e brincadeiras que são tradicionais em diversas culturas, ressaltando os benefícios que cada uma deles traz para o desenvolvimento infantil.

Por outro lado, abordaremos as diretrizes de estimulação precoce para crianças que apresentam atraso no desenvolvimento neuropsicomotor. Explicaremos a importância de identificar precocemente possíveis atrasos e como a intervenção adequada pode contribuir para minimizar as dificuldades enfrentadas pelas crianças. Apresentaremos orientações essenciais para estimular o desenvolvimento nessas crianças, englobando aspectos como linguagem, coordenação motora e habilidades sociais.

Além disso, exploraremos 12 maneiras de manter o cérebro jovem. Apresentaremos dicas baseadas em pesquisas científicas sobre como manter a mente saudável e ativa, independentemente da idade. Abordaremos aspectos como atividade física, alimentação adequada, desafios cognitivos e maneiras de reduzir o estresse, entre outros.

Por fim, daremos dicas sobre como manter a memória afiada em qualquer idade. Com base em informações confiáveis, compartilharemos estratégias práticas para fortalecer a memória, como exercícios mentais, uma boa noite de sono, manter-se socialmente ativo e adotar técnicas de organização e memorização.

Avalie esse artigo