×

Bicho-geográfico: Descubra mais sobre essa curiosa condição.

Bicho-geográfico: Descubra mais sobre essa curiosa condição. 1

Bicho-geográfico: Descubra mais sobre essa curiosa condição.

Os períodos de férias e de altas temperaturas são momentos ideais para aproveitar com a família e com as pessoas amadas, especialmente com idas a parques ou praias. No entanto, é importante estar ciente das possíveis infecções, como o bicho-geográfico, uma condição causada pelo contato com areia infestada por larvas de parasitas.

Bicho-geográfico: Descubra mais sobre essa curiosa condição. 2

O bicho-geográfico é uma infecção dermatológica provocada pelo contato direto da pele com a areia contaminada por larvas do parasita Ancylostoma, que podem ser encontradas no intestino de cães e gatos. Essa infecção é mais comum em crianças, devido à sua pele mais fina e frequência de brincadeiras em locais com areia. Os sintomas incluem lesões avermelhadas semelhantes a picadas de insetos, com aspecto curvo e tortuoso.

Para evitar a infecção, é importante evitar o contato direto com areia em locais frequentados por animais. Ao usar esses espaços, é recomendado o uso de calçados fechados e cobrir a areia com uma toalha ou esteira. Além disso, é fundamental restringir o acesso de animais às caixas de areia e higienizar as mãos e os pés, especialmente após andar descalço.

Caso haja suspeita de infecção pelo bicho-geográfico, é importante procurar ajuda médica. O diagnóstico e tratamento da doença devem ser realizados por um especialista dermatologista.

O diagnóstico do bicho-geográfico é feito por profissionais da Dermatologia, através de anamnese e exame físico, podendo ser complementado com a biópsia cutânea.

O tratamento para bicho-geográfico é feito com medicamentos prescritos por um médico, geralmente para aliviar a coceira e prevenir infecções bacterianas.

Segundo a Universidade Federal do Rio Grande do Sul, a ivermectina oral é indicada para adultos e crianças acima de 15 quilos, com uma dose única de 200mcg/kg.

O uso de gelo nas lesões também pode ajudar a reduzir o inchaço.

É importante buscar assistência médica ao perceber os sintomas do bicho-geográfico, e o dr.consulta é uma opção para facilitar o acesso a médicos especializados.

Fontes consultadas: Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Ministério da Saúde (MS).

Avalie esse artigo