×

Os principais motivos que tornam a dengue uma doença perigosa

Os principais motivos que tornam a dengue uma doença perigosa 1

Os principais motivos que tornam a dengue uma doença perigosa

A dengue é uma doença febril aguda transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. É importante destacar que a dengue não é perigosa apenas por causar febre alta, mas também pelos riscos que apresenta para a saúde e até mesmo para a vida.

Os principais motivos que tornam a dengue uma doença perigosa 2

Os sintomas iniciais da dengue incluem febre alta, dores de cabeça, dores no corpo, prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos, erupção cutânea e coceira na pele. Também é comum a perda de peso, náuseas, vômitos e manchas vermelhas na pele.

Existem diferentes tipos de dengue, sendo que a dengue hemorrágica é a forma mais grave. Nesses casos, os sintomas podem incluir dor abdominal intensa e contínua, além de sangramentos em várias partes do corpo, o que pode ser fatal.

É importante buscar ajuda médica ao identificar os sintomas iniciais, pois eles podem ser confundidos com outras doenças. Não se deve brincar com a saúde, pois a dengue realmente pode levar à morte.

A dengue é uma doença viral e sua transmissão é facilitada por mosquitos, especialmente nos períodos de chuva e nas estações mais quentes. A fêmea do mosquito infectado pica uma pessoa saudável, transmitindo a doença, e o ciclo de transmissão continua com novas infecções.

Qualquer pessoa pode ser afetada pela dengue, e adiar a procura por tratamento pode levar a complicações graves. Em casos de dengue hemorrágica, ocorre a síndrome do choque da dengue, que causa queda abrupta da pressão arterial e risco de coagulação.

Portanto, é importante tomar medidas preventivas e buscar atendimento médico ao apresentar sintomas de dengue. A doença não deve ser subestimada, pois seus riscos para a saúde são reais.

A dengue é uma doença grave transmitida pelo mosquito Aedes aegypti e pode causar complicações sérias. Uma dessas complicações é a trombose, que pode ser fatal. Além disso, a dengue pode causar a Síndrome de Guillain-Barré, encefalite e outras doenças neurológicas.

É possível contrair a dengue mais de uma vez, pois existem quatro sorotipos do vírus. Portanto, uma pessoa pode ter dengue até quatro vezes na vida. A segunda infecção costuma ser mais grave do que a primeira, e as manifestações graves da doença podem ocorrer a qualquer momento.

O tratamento da dengue visa aliviar os sintomas, mas ainda não há um antiviral capaz de curar a doença. Por isso, é importante se proteger através da vacina contra a dengue, que oferece imunização permanente contra o sorotipo específico do vírus que foi contraído.

A forma mais eficaz de prevenir a dengue é evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti. Recipientes que possam acumular água parada, como pratinhos de vasos, baldes e garrafas, devem ser eliminados. É recomendado o uso de repelentes de insetos para proteger a pele contra picadas. A instalação de telas de proteção em portas e janelas também é uma medida preventiva. Além disso, é fundamental manter a limpeza do bairro e denunciar qualquer acúmulo de lixo ou recipientes com larvas do mosquito aos órgãos de saúde.

Para se cuidar sempre, é possível contar com os serviços do dr.consulta, que oferece consultas, exames e outros procedimentos com descontos através do Cartão dr.consulta.

Referências:
– Biblioteca Virtual em Saúde – Ministério da Saúde (BVSMS)
– Ministério da Saúde
– Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS)
– Saúde Campinas
– Secretaria da Saúde (SESA) – Governo do Estado do Espírito Santo

Avalie esse artigo